Pokémon Lunares
Olá, caro visitante!
Primeiramente, obrigado pela visita, mas agora preciso saber se já é registrado. Então, já é? Não!? Porque está aí perdendo tempo, cadastre-se logo no nosso fórum para interagir com outras pessoas e eu lhe garanto que terá muito diversão. Clicando aqui, você fará seu cadastro! que durará menos de 1 minutos, é rápido e fácil.
Mas se você já é registrado, clique aqui para fazer o login.

Pokémon Lunares

PPN
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Undertaker Chronicles - A história de um coveiro

Ir em baixo 
AutorMensagem
UnderB
Membro
Membro
avatar

Barra de warns :
0 / 100 / 10

Masculino Mensagens : 128
Data de inscrição : 24/10/2011
Idade : 21

MensagemAssunto: Undertaker Chronicles - A história de um coveiro   Ter Fev 21, 2012 5:27 pm

A fic é simples, conta a vida de Undertaker, um personagem de Kuroshitsuji, que por sinal é o meu preferido.
Essa história não é mencionada no anime, há fatos relacionados com o mesmo, mas o contexto em si foi criado por mim.
Há alguns spoilers no meio da história, mas são poucos e não mencionam muita coisa importante no anime.


Prólogo
23:45 PM
Rua não identificada. Londres

Já era noite nas ruas de Londres, a cidade estava praticamente vazia, sua única iluminação eram postes que se localizavam à, aproximadamente, cinco metros de distância entre um e outro, e a lua, que nessa noite estava cheia, brilhava intensamente.
No fim de uma rua ainda não nomeada se via duas sombras, ambas da mesma altura, abraçados, em meio à uma parede, abaixo de um poste. O poste no qual estavam parados era alto, a iluminação mal chegava ao chão, outra sombra se via no relance da lua entre duas casas, esta, portava um tipo de arma, parecia ser uma tesoura de jardineiro.
- Tch, Under, Under, Under... Não acredito no que estou vendo. – A sombra desce do telhado e se revela um homem, era alto, forte e seu cabelo marrom caía por entre seus ombros, usava um óculos escuro e roupas casuais, como um lorde.
- O quê? Você me conhece? – Outro homem de estatura média respondia, este, tinha cabelos tão cinzas quanto a lua, que batiam, praticamente, em seus pés, seus olhos eram cobertos pelo cabelo e usava roupas simples, parecia não ser muito rico.
- É claro que eu lhe conheço... Eu conheço todo mundo... E tenho más notícias para sua amiguinha. – O outro homem respondia, com um tom arrogante. – Chegou a sua hora, benzinho. – De imediato, o homem corre em direção da mulher, cortando-a com sua tesoura, rolos de cinema saem do corte, abrangendo o local inteiro com memórias da mulher, esta, caída ao chão, estava morta. O soneto do corte na barriga de sua vítima foi profundo, a alma da garota parecia ter sido sugada como poeira em um aspirador, e ao chão, seu sangue escorria como vinho derramado – Certo, Greta James... Morta. – Após matá-la, ele puxa um caderno e com o sangue da garota, escreve algo no caderno.
- O quê?! O que você fez?! Eu vou lhe matar... – O rapaz, com os olhos cheios de lágrima, corre em direção ao homem munido da tesoura, logo, é parado, fazendo seu ataque ser um mero passatempo ao outro homem.
- Ora, ora, ora Under... Vejo que viveu demais no mundo humano, desenvolveu os piores sentimentos deles. – Responde o homem, segurando o jovem com força, evitando o contato com seus dedos, onde unhas negras e afiadas ficavam. – Terei de levá-lo para o seu devido lugar. Até lá... Filho. – O homem, com o punhal da tesoura, bate na cabeça do jovem, fazendo-o desmaiar imediatamente.

9:30 AM
Escritório de William Spears. Mundo Shinigami


Um homem olhava diretamente para uma cama que se localizava no canto de seu escritório, sentado em sua cadeira, com os braços cruzados. Nesta, Undertaker se localizava, ainda inconsciente. A sala possuía alguns livros, e estes, ficavam em algumas prateleiras, todos enfileirados, e em uma mesa separada localizava-se um caderno, junto de um maço de cigarros e algumas canetas. Mais ao canto havia um pequeno armário e atrás da cadeira de William uma grande janela, com vista ao Mundo Shinigami inteiro
O homem que estava sentado levanta-se e, com leves passos, aproxima-se da cama, fixando seu olhar no rosto de Under, e, de imediato puxa sua arma, que aparentemente, era uma base de metal com um tipo de tesoura na ponta, sua ponta, de cor vermelho-sangue brilhava em meio á luz do sol. O homem, com a arma, mexe em seu óculos, fazendo o mesmo revelar seus olhos, que, reluzentes como o pôr-do-sol brilhavam por dentro do acessório que usava, parecia mesmo que Undertaker era importante para ele. Imediatamente, William sai da sala, deixando Undertaker lá, sozinho.

9:45 AM
Salão Principal da Shinigami Society. Mundo Shinigami


- E então ? Como ele está ? – Pergunta o mesmo homem que havia atacado Under à noite, este estava enconstado no balcão de entrada da sala.
- Ele vai ficar bem. Deixarei-o descansar, será melhor para ele, há muita coisa a ser feita depois. – Responde William, com sua arma em mãos, mexendo em seu óculos, novamente.
- Certo, o deixarei com você, por enquanto. – O homem, que estava encostado no balcão disse, e após isso, saiu pela sala, normalmente.
- Slave...

10:00 AM
Escritório de William Spears. Mundo Shinigami

- Ugh... Er... Onde eu estou? – Undertaker, aparentemente, havia acordado, e, com a mão na cabeça, fitava a janela gigante à sua frente, avistando um mundo fora do normal, logo, ele dirigiu-se até a mesma janela e de lá, observou o mundo lá fora, havia muitas pessoas, todas munidas de armas, e com elas, faziam manobras, e alguns até voavam. Em meio a algumas pessoas uma garota se destacava, parecia ser bem experiente, voava em cima de um tipo de serra elétrica, seus cabelos esvoaçantes brilhavam em contato com a luz reluzente do sol. – Será que eu estou mesmo aqui? Eu já ouvi desse lugar... – Após ver as pessoas lá fora, ele senta-se na cadeira de William e, após isso, avista um livro, este, era um livro de piadas. Pegou-o e começou a lê-lo, imediatamente, ele soltou uma risada altamente escandalosa, destruindo partes da sala, e também atraindo a atenção de William, que já estava lá dentro.
- Você destruiu minha sala, garoto. – Disse William, ainda sério.
- Desculpe, mas esse livro é realmente muito bom. – Under o respondeu, com um sorriso gigante pela face. – E então, que lugar é esse? E porque eu estou aqui?
- Este, caro amigo... Este é o Mundo Shinigami, apenas nós, os Shinigamis podemos adentrar o mesmo. E você está aqui porque pertence a este mundo, desde que nasceu você foi destinado a viver aqui, e compartilhar de seu dom... Mestre da foice. – Respondeu o homem, guardando sua arma em seu cinto.
- Eu... Um... Shinigami? Mestre da foice? – Under, confuso ainda com tudo aquilo, o retruca.
- Sim, você foi predestinado à usar a arma mais efetiva de nosso reino, a foice. Logo, deverá começar seu treino imediatamente, senhor. – William o responde, levando até uma sala, mais precisamente a biblioteca. – Aqui se armazenam todos os dados da vida de qualquer um, sua história é escrita em um livro, e no final, sempre haverá sua morte. Um shinigami pode modificar a vida de alguém escrevendo com sua caneta e seu marcador próprio, mas isso só pode ser obtido ao conseguir a maior posição no ranking. Você, como ainda é novo, está na quinta classe de nosso ranking, eu, como já estou aqui há algum tempo, estou mais acima, precisamente na terceira classe. Um shinigami obtém seu maior poder ao chegar à primeira classe, temos poucos membros lá, estes, são a nobreza real em nosso mundo, shinigamis de alta classe. Você consegue subir seu nível coletando almas e também ao elevar o nível de sua arma, quanto mais alto seu nível de arma for, mais almas coletará, além da precisão e rapidez aumentar junto. – William o explica, mostrando de ponta à ponta a biblioteca.
- Entendo. Então, isso é mais ou menos um jogo? Elevar meu nível, aumentar minha habilidade... – Under o responde, sarcasticamente.
- Um jogo? Vejo que seu estilo não é dos mais sérios. – William o responde, agarrando-o pelo braço. – Vamos, temos muito do que fazer. – Disse-lhe, indo em direção à porta, e ao passá-la, esta se fecha, escurecendo automaticamente toda a biblioteca.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
-Tabs
Membro
Membro
avatar

Frase pessoal : slowpoke.
Barra de warns :
0 / 100 / 10

Masculino Mensagens : 15
Data de inscrição : 23/02/2012
Idade : 19

MensagemAssunto: Re: Undertaker Chronicles - A história de um coveiro   Sex Fev 24, 2012 12:07 am

Porra LeoB. q

Gostei, mesmo não vendo Kuroshitsuji, eu gostei. A sua descrição em si é impecável. <3 Só acho que você poderia dar um enter entre falas e narrações, eu mesmo me perdi na bagaça toda. Mas entendi todo o propósito. Ftw, vamos ao que me incomodou.

Citação :
O quê?! O que você fez?! Eu vou lhe matar... – O rapaz, com os olhos cheios de lágrima, corre em direção ao homem munido da tesoura, logo, é parado, fazendo seu ataque ser um mero passatempo ao outro homem.

- Ora, ora, ora Under... Vejo que viveu demais no mundo humano, desenvolveu os piores sentimentos deles. – Responde o homem, segurando o jovem com força, evitando o contato com seus dedos, onde unhas negras e afiadas ficavam. – Terei de levá-lo para o seu devido lugar. Até lá... Filho. – O homem, com o punhal da tesoura, bate na cabeça do jovem, fazendo-o desmaiar imediatamente.

LeoBola, você só pensa em homem? -fuck Eu vi tanto "homem" nesse prólogo que enjoou legal. Não totalmente, ainda me deu vontade de ler porque parece mais um jogo da Square, de pular de nível, óbvio. <: Olha, com exceção das repetições, não me lembro de ver muitos erros. Eu também gostei bastante do que aconteceu, só achei algumas coisas meio rápidas, tipo ele indo pro Mundo Shinigami do nada. Agora eu entendo o que o Gus queria dizer com "isso de data e etc parece tão rápido", ele non deixa você descrever. Mas sinceramente, prefiro assim.

Vou acompanhar, até mais tarde. <:

@Edit: Ah, é, eu esqueci, tem um trecho que tem interrogação (?) depois de um espaço, não faça mais isso. >: Você fez isso:

"- Ah, fulano, você tá bem ?" Sendo que é "- Ah, fulano, você tá bem?". okvlw. <:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Undertaker Chronicles - A história de um coveiro
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Atormentada - A História de uma garota em desespero
» Como criar uma Boa História
» Diálogo em uma história narrada em primeira pessoa
» GEHENNA: A HISTÓRIA REAL
» Solas and Dark ~ the Chronicles of Hazama ♣ The Rise of Dragon [Fanfic Original]

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Pokémon Lunares :: Writer Área :: Fanfics :: Outras Fanfics-
Ir para: