Pokémon Lunares
Olá, caro visitante!
Primeiramente, obrigado pela visita, mas agora preciso saber se já é registrado. Então, já é? Não!? Porque está aí perdendo tempo, cadastre-se logo no nosso fórum para interagir com outras pessoas e eu lhe garanto que terá muito diversão. Clicando aqui, você fará seu cadastro! que durará menos de 1 minutos, é rápido e fácil.
Mas se você já é registrado, clique aqui para fazer o login.

Pokémon Lunares

PPN
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Pokémon - The Sea Horse Adventures

Ir em baixo 
AutorMensagem
Donin
Membro
Membro
avatar

Barra de warns :
0 / 100 / 10

Masculino Mensagens : 8
Data de inscrição : 20/02/2012

MensagemAssunto: Pokémon - The Sea Horse Adventures   Seg Fev 20, 2012 6:09 pm

Olá pessoal, entrei no fórum hoje e decidi postar minha fic. Espero que vocês gostem dela, tentei eliminar o clichê ao máximo :3

Personagens:
 

Episódio 1: O Cotidiano de um Peixeiro!


Estava claro na Cidade de Cherrygrove. O Sol já podia ser visto nascendo por trás das montanhas. As folhas caiam levemente dos troncos das árvores até o chão. Dava para ver Sentrets andando por todo lado em busca de comida e Pidgeys voando livremente. Era o início do Outono. Todas as pessoas estavam de pé naquela manhã... Ou devo dizer, quase todas. Luís Felipe, vulgo Lipe, ainda estava na cama sonolento...

- Lipe acorde! Você está atrasado - Gritava D. Eulália, mãe de Lipe. – Vamos! Desça para tomar café!

Você deve estar achando que esta é outra história daquelas na qual o garoto acorda atrasado para pegar seu Pokémon. Porém não é assim. Lipe está atrasado para o trabalho. Ele ajuda seu pai, Sr. Lucas, um pescador da região, a pescar e, com isso, abastecer a cidade com peixes.

- Não vou chamar de novo viu? - D. Eulália era uma mulher muito decidida e era muito difícil alguém ir de encontro à suas ideias.
- Humpf! Que saco! - Exclamava Lipe forçando sua voz contra o travesseiro para que sua mãe não ouvisse.

O menino desce as escadas um pouco sonolento e se dirige ao banheiro onde bota pasta em sua escova e começa a escovar seus dentes. Logo após, D. Eulália aparece por trás com um sorriso...

- Assim que eu gosto! Escovou os dentes e agora vai tomar café da manhã... Meu bebezinho!

D. Eulália vai e dá um beijo no rosto do filho.

- Ai mãe! Eu não sou um bebê! Afinal já tenho 15 anos!

- Para mim você sempre será meu bebê. – D. Eulália se encaminha à cozinha com um sorriso de canto de boca.
Apesar de Lipe reclamar, ele gostou do beijo recebido pois esse seria um dos últimos. A situação era que Lipe estava planejando sair de casa em uma aventura Pokémon na semana seguinte e seu pai estava lhe acobertando. O problema era que Lipe e Sr. Lucas não sabiam como dar a notícia à mãe de Lipe... O jovem rapaz sai do banheiro e caminha vagarosamente até a mesa do café da manhã onde um delicioso pão com ovo feito carinhosamente por sua mãe lhe esperava.


- Hum... Pão com ovo...

- O que foi filho? O pão não lhe agradou?

- Não é esse o problema mãe... É que...

- Vamos! Diga logo!

- É que... – O menino rapidamente elimina a ideia de contar à sua mãe sobre a decisão que havia sido tomada... Talvez fosse melhor esperar o momento certo, que com certeza não era aquele. – É que o pão com ovo deve estar ótimo! Haha! Te peguei viu?

- Olha garoto! Numa dessas você mata sua mãe de curiosidade viu? Não faça mais isso.

Os dois se entreolham e começam a rir espontaneamente até que a porta da casa se abre...

- Rapaz! Fiquei lhe esperando lá fora este tempo todo, não consigo pescar sem sua ajuda, só consegui pegar uma sardinha!

- Desculpe pai, acabei deixando o tempo me levar. Aguenta aí que vou me trocar rapidamente...

O garoto sobe as escadas subitamente e entra em seu quarto para botar sua roupa.

~


- Pronto pai! Estou pronto para ir pescar!

- Mas rapaz! Você demorou uma hora para trocar de camisa e calça! Como você consegue tal proeza?

O menino não fala nada e leva a ação do pai na brincadeira. Os dois se direcionam à porta onde D. Eulália os esperava com a marmita de cada um em suas mãos. Os dois passam por ela, pegam a marmita e mandam pelo ar um doce beijo em direção à D. Eulália que fica toda sorridente.

~


Ao chegar na praia, Sr. Lucas põe a isca no anzol de sua vara e arremessa a linha na água, após isso feito, abriu seu isopor e ficou à espera do filho.

- Como é? Não vai fazer sua parte não?

- Opa! Desculpe, estava desatento.

Lipe tira uma Pokebola azul com detalhes vermelhos e amarelos de seu bolso, aperta seu botão central fazendo assim ela crescer. E em gesto carismático, ele a lança para cima fazendo-a abrir e liberar o Pokémon que dentro dela estava armazenado. Era uma espécie de cavalo marinho bebê.

- Vamos lá Horsea! Você já sabe o que fazer!

O pequeno cavalo marinho nadava pelo mar atraindo a atenção dos peixes para a isca, fazendo assim com que eles fossem presos pela mesma, era assim que Lipe e seu pai garantiam seu estoque e o estoque da cidade...

CONTINUA NO PRÓXIMO CAPÍTULO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
-Tabs
Membro
Membro
avatar

Frase pessoal : slowpoke.
Barra de warns :
0 / 100 / 10

Masculino Mensagens : 15
Data de inscrição : 23/02/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Pokémon - The Sea Horse Adventures   Qui Fev 23, 2012 11:47 pm

Oh, well. Belo tema, guy. Você realmente conseguiu eliminar parte do clichê, já que acordar e ir ao laboratório é uma idéia totalmente velha. Bem, eu gostei, mas temos alguns errinhos, não de escrita...

Citação :
D. Eulália se encaminha à cozinha com um sorriso de canto de boca.
Apesar de Lipe reclamar, ele gostou do beijo recebido pois esse seria um dos últimos. A situação era que Lipe estava planejando sair de casa em uma aventura Pokémon na semana seguinte e seu pai estava lhe acobertando. O problema era que Lipe e Sr. Lucas não sabiam como dar a notícia à mãe de Lipe... O jovem rapaz sai do banheiro e caminha vagarosamente até a mesa do café da manhã onde um delicioso pão com ovo feito carinhosamente por sua mãe lhe esperava.

Vocês repetiu Lipe muitas e muitas vezes, eu não me importei tanto, mas pode ter alguém que se importe. Tente trocar por garoto, menino, adolescente, dele, ele, etc. Agora, sobre o "esse" em negrito, seria mais correto o "aquele" ai, pois o narrador fala do beijo, não está nem perto nem falando com ele. Aqui, o este, esta, isto é usado quando a pessoa que fala está perto de tal coisa. O esse, essa, isso, é usado quando o objeto está perto de quem se fala (o você, ou tu). O por fim, o aquele, aquela, aquilo, é usado quando as pessoas falam de algo, que nesse caso seria o beijo.

Você repetiu em outros lugares também.

Citação :
O menino não fala nada e leva a ação do pai na brincadeira. Os dois se direcionam à porta onde D. Eulália os esperava com a marmita de cada um em suas mãos. Os dois passam por ela, pegam a marmita e mandam pelo ar um doce beijo em direção à D. Eulália que fica toda sorridente.

Tudo em negrito, repetição desnecessária.

Citação :
O menino não fala nada e leva a ação do pai na brincadeira. Os dois se direcionam a porta, onde D. Eulália esperava com a marmita de cada um em suas mãos. Eles passam por ela, pegam o almoço e mandam pelo ar um doce beijo em direção á mãe.

Ya. :3 Bem, eu notei bem o capítulo e tudo mais, mas non vi nada demais, e também nada que o estragasse. Só espero que melhore nestes quesitos. Em questão do resto, de modo estranho, a inovação me prendeu a história de verdade. Gostei. Espero que não pare.

Até. <:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Pokémon - The Sea Horse Adventures
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Parceiro] Shinki Adventures RPG
» Pokémon - Aventura nas Nuvens.
» Dragon Ball Adventures Browser Game
» The Pokémon Adventures
» Pokémon Cyrus Online[MMORPG]

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Pokémon Lunares :: Writer Área :: Fanfics :: Fanfics Pokémon-
Ir para: